Alimentação: Entenda a diferença entre alimentos diet, light e zero

Você já deve ter ouvido falar dos termos diet, light e zero, mas já sabe realmente a diferença de cada um quando vai ao supermercado?

Para a maioria das pessoas já deixou de ser novidade saber que nem tudo que está disponível nas prateleiras dos supermercados é benéfico para a saúde. E por conta disso os produtos alimentícios recebem diferentes definições, como diet, light e zero que são normalmente associados a alimentos pouco calóricos. Mas nem sempre é assim.

A expressão mais antiga, diet, por exemplo, ficou associada a alimentos próprios para portadores de diabetes por não conterem açúcar, mas são direcionados também para pessoas com dietas especiais para doenças como hipertensão, obesidade, dislipidemia. Então é a redução de algum nutriente como açúcar, gordura e proteína.

No entanto, há nutricionistas que alertam que nem sempre a redução dos nutrientes é total. Os especialistas orientam que é preciso que o rótulo especifique qual nutriente foi retirado ou substituído no produto.

Os alimentos light costumam ser indicados em dietas para emagrecer e têm redução de pelo menos 25% de algum componente, que pode ser açúcar, gordura e sódio. De acordo com nutricionistas é preciso compará-lo com uma versão convencional do mesmo alimento, assim, o consumidor consegue saber se realmente houve a redução.

Já o termo zero é usado quando o alimento não tem algum componente. Pode ser zero açúcar, zero gordura, zero sódio, entre outros. No entanto, esse produto não tem adição de outro nutriente para repor o sabor, diferentemente do diet.

Fonte: Agencia Brasil

Por Ernandes Almeida

Foto: Reprodução 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.