Apple Watch salva a vida de brasileiro ao alertar taquicardia

Relógio inteligente avisou o usuário que sua frequência cardíaca estava muito acima do normal e, no hospital, ele foi diagnosticado

Um gadget cada vez mais comum, o relógio inteligente Apple Watch acabou salvando a vida do brasileiro Jorge Freire. Em um relato no Facebook, o publicitário conta que estava voltando de viagem quando recebeu um alerta do relógio avisando que seus batimentos cardíacos estavam acima de 140 batimentos por minuto por mais de dez minutos. Jorge estranhou: não estava fazendo exercícios ou nada que justificasse a alta frequência.

Ao checar o app, descobriu que o coração estava batendo a 170 BPM, muito acima do normal. Foi para casa, se deitou e esperou meia hora. Os batimentos desceram e se estabilizaram em 160 BPM.

“Corremos para o pronto-socorro. Ao mostrar para a atendente do hospital o Apple Watch, (ela) imediatamente me encaminhou para a triagem. Pressão altíssima e, sim, confirmada a taquicardia. O reloginho da Apple estava 100% correto”, escreve o homem em seu relato.

Depois de todos os exames, não foi detectado sinal de infarto e os batimentos foram controlados com o uso de medicamentos. O publicitário deve passar por uma série de testes para determinar a causa da taquicardia mas, segundo os médicos, a ocasião foi uma união dos excessos de fim de ano, estresse, ansiedade e a falta de compromisso com o remédio para pressão alta.

Para Jorge, foi um alerta: ele entende que o corpo está dando sinais de que precisa de mais cuidado, como uma alimentação balanceada, exercícios regulares e, é claro, o consumo correto do medicamento de pressão.

‘Posso dizer que o #AppleWatch5 me salvou. Não estava sentindo NADA e poderia ter ficado com essa taquicardia por horas. E o resultado disso, bem, você já sabe… Por causa desse episódio recomendo fortemente a todos o uso desse gadget. Ele pode ser a diferença entre a vida e a morte. Sem exagero. Isso porque a função ECG ainda não foi liberada no Brasil e tenho esperanças que logo seja”, diz.

Após o relato, que viralizou nas redes sociais, Tim Cook, o famoso diretor-executivo da Apple, enviou um e-mail ao publicitário se mostrando feliz pela recuperação. “Obrigado por compartilhar sua história – ela nos inspira a seguir em frente”, escreveu. (Com informações do Tech Tudo)

Juliana Contaifer / Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *