Avião da FAB que resgatará brasileiros parte para a Polônia

Aeronave leva 11,5 toneladas de itens para auxílio humanitário

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) em que o governo federal planeja trazer de volta ao país parte dos brasileiros que deixaram a Ucrânia para escapar das consequências da invasão militar russa decolou esta tarde da Base Aérea de Brasília com destino a Varsóvia, na Polônia.

O cargueiro KC-390 Millennium partiu às 15h15, carregado com cerca de 11,5 toneladas de medicamentos, alimentos e itens de primeira necessidade, que serão doados pelo Brasil para auxílio humanitário às vítimas da guerra.

A aeronave deve chegar à capital polonesa na quarta-feira (9), após fazer paradas técnicas em Recife, Cabo Verde e Lisboa (Portugal). Na volta, prevista para ocorrer já na quinta-feira (10), trará ao menos 40 brasileiros, 23 cidadãos ucranianos e um polonês que estão sob cuidados do corpo diplomático brasileiro, além de seis cães.

Participam da missão de resgate, batizada de Operação Repatriação e coordenada pelo ministério das Relações Exteriores, 16 tripulantes. Pouco antes da decolagem, o ministro da Defesa, Braga Netto, comentou que, desde o início do conflito armado, há 12 dias, o governo federal vem tomando medidas para proteger e auxiliar os brasileiros na região.

“O governo brasileiro tomou medidas concretas com o objetivo de cuidar da segurança dos nossos companheiros que se encontram em áreas de risco e para viabilizar suas condições de retorno ao Brasil”, disse o ministro durante a cerimônia que precedeu a decolagem do KC-390. “Neste sentido, destacam-se as medidas diplomáticas, jurídicas e sanitárias, como a abertura de postos consulares para apoiar a saída de brasileiros e a concessão de visto temporário e autorização de residência [no Brasil] para fins de acolhida humanitária de cidadãos ucranianos.”

“O Brasil tem uma vocação acolhedora. Historicamente, nossa gente se mostra solidária à situação vivida por povos irmãos em situação de dificuldades e oferece socorro na redução do sofrimento alheio”, acrescentou o ministro Braga Netto.

Segundo o Ministério da Defesa, entre os suprimentos que serão doados a título de cooperação humanitária estão 50 purificadores de água; cerca de 9 toneladas de alimentos desidratados e meia tonelada de insumos essenciais e itens médicos.

“A comunidade internacional sempre contou e poderá contar com o espírito acolhedor do povo brasileiro”, disse o ministro Braga Netto

Na quinta-feira (3), os ministérios das Relações Exteriores e da Justiça e Segurança Pública publicaram uma portaria que permite a concessão de visto temporário e de autorizações de residência humanitária em território brasileiro para ucranianos e apátridas afetados pela guerra na Ucrânia. LINK Um dia depois (4), a Casa Civil emitiu uma nota facilitando as condições de entrada no país de refugiados provenientes da Ucrânia.

Por: Agência Brasil 

Foto: José Cruz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.