Caesb conclui serviços de reforma em quatro reservatórios

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) concluiu as reformas dos reservatórios de Santa Maria e Brazlândia. Os reservatórios do Parque da Cidade e do Gama foram entregues em março e maio, respectivamente. Os quatro locais, juntos, são responsáveis pelo abastecimento de cerca de 350 mil habitantes.

O reservatório de Santa Maria, o mais novo deles, já estava em funcionamento há 25 anos e atende a uma população de 110 mil habitantes das regiões de Santa Maria Norte e Sul, Porto Rico DVO, Novo Gama e Polo JK. Esse reservatório é composto por duas câmaras de 7 mil m³, com total de 14 mil m³ de capacidade.

O reservatório de Brazlândia, com 36 anos, possui três câmaras e cada uma delas tem capacidade de armazenamento de mil m³, totalizando 3 mil m³. Ele atende toda a população de Brazlândia, ou seja, 45 mil habitantes.

Para o gerente de Implantação de Obras Centro-Norte, Guilherme Gobbi, a Caesb tem, nos últimos anos, buscado atuar na manutenção e melhoria dos seus ativos existentes. “Estamos revitalizando vários equipamentos fundamentais para o atendimento da população, como reservatórios, estações e redes públicas”, explica.

Com 39 anos, o reservatório do Gama 1 tem capacidade de armazenamento de 10 mil m³, são duas câmaras de 5 mil m³ cada. Ele atende diretamente 50 mil pessoas de parte da região do Gama (Setor Leste e Indústria) e, indiretamente, parte do restante da cidade, pois abastece reservatório do Gama 2.

O reservatório do Parque da Cidade foi o primeiro a passar por uma reforma e é, também, o mais antigo, com 61 anos. Ele possui quatro câmaras, cada uma com capacidade de armazenamento de 15 mil m³, um total de 60 mil m³. A água desse reservatório abastece 100 mil pessoas: parte da região central de Brasília (Asa Sul, Asa Norte, Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro) e parte do Lago Sul.

Para essas obras foram investidos R$ 16.505.836,37 (R$ 16,5 milhões), com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os quatro reservatórios são do tipo apoiado, com estrutura em concreto armado. As obras começaram em março de 2020 e foram concluídas.

Segundo o gerente dos Sistemas Produtores de Água Descoberto e Brazlândia, Wellington Ribeiro de Freitas, o investimento prolonga a operacionalidade desses equipamentos por mais 30 anos. “Essas revitalizações são importantes para a continuidade do abastecimento das regiões atendidas, para garantir a qualidade da água que a Caesb fornece à população, além de reduzir os custos de limpeza e manutenção”, finaliza.

 

Agência Brasília

Créditos na imagem: Cristiano Carvalho/Caesb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *