Coronavírus: como é o monitoramento das ações de combate

Sala ao lado do gabinete do governador recheada de monitores transmite informações em tempo real sobre contágio e interage com central de operações montada para esse fim por várias secretarias na sede da SSP

AGÊNCIA BRASÍLIA
É de um ambiente no primeiro andar do Palácio do Buriti, equipado com três conjuntos de monitores que transmitem informações em tempo real, onde o Governo do Distrito Federal monitora todas as ações de combate ao coronavírus. O lugar fica posicionado estrategicamente ao lado do gabinete do governador Ibaneis Rocha. A localização geográfica facilita ao chefe do Poder Executivo, entre uma reunião e outro compromisso, ter a noção exata da real situação.

Os monitores informam números de contágios da pandemia no mundo, no Brasil e no Distrito Federal. O painel ainda é capaz de dividir por gênero a quantidade de pessoas infectadas.

“Para que tenhamos mais eficácia no combate a uma pandemia como essa é preciso ter o máximo de informações, no menor período de tempo possível”, comenta o governador Ibaneis Rocha.

O objetivo, segundo o governador, é oferecer uma resposta rápida e eficiente para a sociedade. “Muitas vezes, antecipando medidas que, à primeira vista, possam parecer exageradas, mas que são fundamentais para que a gente mantenha o controle do avanço da doença”, detalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *