DF confirma 1º caso após 44 anos da erradicação da doença

Devido ao ocorrido foi antecipada até mesmo a Campanha de Vacinação Antirrábica

É o segundo caso de raiva humana na história do Distrito Federal. Até então a única notificação havia sido em 1978. De acordo com a Secretaria de Saúde do DF, a nova infecção foi em um jovem na faixa etária entre 15 e 19 anos que foi ferido por um gato no final do mês de maio. O rapaz, em 20 de junho, começou a manifestar os primeiros sintomas e rapidamente foi internado em UTI de um hospital da região onde permanece com quadro de maior gravidade.

A comunidade médica local está em alerta devido ao novo registro de raiva humana principalmente por já ter passado 44 anos da erradicação da doença na capital. No entanto, a própria Secretaria de Saúde adiantou que, por já existir vacina, é desnecessário o pânico por parte da população. A raiva é uma doença zoonose, ou seja, que passa dos animais ao homem e vice-versa, e é transmitida por um vírus que envolve o sistema nervoso central, levando ao óbito após curta evolução. A taxa de mortalidade é de 99,9%.

A transmissão da doença ocorre quando os vírus da raiva existentes na saliva do animal infectado penetram no organismo através da pele ou de mucosas, por meio de mordedura, arranhadura ou lambedura.Entre os sintomas estão: mal-estar em todo o corpo, perda de apetite, náuseas e sensação de angústia. A doença pode deixar de apresentar sintomas durante um intervalo de 45 dias. E segundo o Ministério da Saúde, o tempo de incubação pode mudar dependendo da parte do corpo e a profundidade da mordida e se a vítima for criança.

Para se prevenir da raiva humana algumas orientações são: Evitar mexer ou tocar em cães e gatos desconhecidos, sem donos, principalmente quando eles estiverem se alimentando, com filhotes ou dormindo; Nunca tocar em morcegos ou outros animais silvestres, principalmente quando estiverem caídos no chão ou em situações não habituais; Em caso de ataque procurar imediatamente uma unidade de saúde. Vacine seus cães e gatos anualmente contra a raiva e comunique à vigilância ambiental, ao encontrar suspeita de raiva ou animais mortos para recolhimento e análise.

Serviço

Lista de locais para vacinação: www.saude.df.gov.br/raiva

Para animais acesse este link.

Por: Ernandes Almeida

Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Fontes: Agência Brasil, Metrópoles, G1 DF e Metrópoles