Editais selecionam artistas para produção de grafites

Trabalhos serão feitos em paradas de ônibus da W3 Norte e na fachada do Complexo Cultural Samambaia

Uma manifestação artística capaz de encantar e provocar as mais diversas impressões por quem passa pelas ruas da cidade. Essa é a arte urbana, que toma o Distrito Federal e a transforma em uma grande galeria de arte a céu aberto. Nesta quarta-feira (27), a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) publicou no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) o lançamento dos editais Samambaia Arte Urbana e W3 Arte Urbana (paradas de ônibus da W3 Norte).

Com inscrições abertas desta quarta até 12 de maio de 2022, os certames vão selecionar artistas que moram no Distrito Federal ou Entorno. É necessário comprovar, por meio de portfólio ou currículo, o desenvolvimento de, pelo menos, uma intervenção artística em muros, paredes, painéis, tapumes, entre outros. Os eventos também contribuem para o fortalecimento da Política de Valorização do Grafite em toda a região.

Os formulários eletrônicos podem ser acessados no links W3 Arte Urbana e Complexo Cultural de Samambaia

Projeto na W3 Sul

As ações vão investir R$ 84 mil para a W3 Norte e R$ 16 mil para Samambaia e fazem parte do projeto de reforma dos locais por meio da arte urbana. O objetivo é selecionar artistas com o intuito de valorizar a cultura urbana, democratizar o acesso à arte e à cultura, proporcionar intercâmbio artístico e cultural, valorizar artistas locais e a cultura hip hop e potencializar a ocupação cultural de espaços urbanos do DF por meio de intervenção artística com aplicação da técnica de grafite, mural e/ou técnica similar. O projeto é inspirado na pintura das 27 paradas da W3 Sul.

Com o cachê no valor de R$ 3 mil para o Edital da W3 Norte, cada grafiteiro selecionado fará sua intervenção artística de tema livre em uma parada de ônibus com a área total de 20 m². Ao todo, 28 grafiteiros serão selecionados para o certame. Outro diferencial do chamamento é que serão reservadas 30% das vagas para a participação de artistas mulheres, de acordo com a Portaria nº 58, de 27 de fevereiro de 2018, que define o estímulo e a participação de mulheres nos mecanismos de apoio, incentivo e fomento da Secec.

No caso de Samambaia, o local de intervenção será a fachada do Complexo Cultural Samambaia (CCS) e a seleção será feita em grupo, entidade ou coletivo de artistas urbanos, de no mínimo quatro integrantes para um cachê único de R$ 16 mil. O grupo selecionado fará intervenção artística de tema livre, em uma área externa total de 156 m². O grafite deverá conter o nome do espaço cultural da Secec “Complexo Cultural Samambaia”. As intervenções estão previstas para acontecer entre os meses de junho e julho.

AGÊNCIA BRASÍLIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *