Entrada de brasileiros mais rápida nos EUA

Global Entry é o  programa que permite a entrada nos Estados Unidos 

Já pensou poder se beneficiar de uma entrada mais rápida e fácil nos aeroportos dos Estados Unidos? Agora isso é possível! O Governo Federal anunciou na segunda-feira um programa que vai facilitar a vida dos brasileiros nesse sentido. A exigência de visto continua, e todo o processo pode levar até 90 dias. Fruto de negociações iniciadas em 2013, a adesão brasileira à iniciativa norte-americana foi formalizada em novembro de 2019, alguns meses após viagem oficial do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos.

Conforme decreto assinado em março de 2020, inicialmente, a iniciativa seria testada com até 20 brasileiros participantes do Fórum de Altos Executivos entre os dois países.
Posteriormente, as inscrições seriam disponibilizadas para um número limitado de pessoas, para que o sistema informatizado desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados fosse testado e aprimorado. A terceira e última fase de implementação do programa é a inscrição no Global Entry que fica disponível a todo cidadão brasileiro interessado em simplificar a passagem pelo controle no país americano.

É importante destacar que o Global Entry não põe fim à obrigatoriedade do visto. O site do Departamento de Segurança Nacional americano ressalta que o programa é voltado para “passageiros pré-aprovados e de baixo risco”.Para acessar o programa, os cidadãos brasileiros devem fazer a inscrição no portal do Global Entry. No site, o interessado vai informar os dados, pagar uma taxa de inscrição não reembolsável de 100 dólares, o que equivale a 525 reais, na cotação atual. Após o preenchimento do formulário, todas as informações vão ser avaliadas.

Caso a solicitação seja aprovada, o viajante vai ser convidado para uma entrevista presencial. Também pelo site do Global Entry, é possível escolher o melhor endereço. Os documentos necessários são um passaporte válido e um documento de identificação, como carteira de motorista ou identidade.

*Por Ernandes Almeida

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *