Ibaneis anuncia dois novos benefícios para estudantes do DF

O governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou, nesta sexta-feira (27/12/2019), a criação de dois benefícios sociais para estudantes da rede pública de ensino. Um deles será o cartão “pão e leite”. O outro vai complementar o ensino regular. Ambos precisarão passar pelo crivo da Câmara Legislativa a partir do ano que vem, quando a Casa voltar, em fevereiro, do recesso.

O anúncio foi feito durante a reunião de avaliação do ano de 2019 com os secretários de governo e a apresentação de projetos a serem executados já no início de 2020.

Os valores não foram apresentados pelo governador, mas Ibaneis afirmou que as propostas estão em estudo por sua equipe. A previsão é que as novas medidas sejam lançadas oficialmente em 13 de janeiro.

“Para os dois, precisamos que a Câmara Legislativa aprove, pois se trata de transferência de renda. O Cartão Pão e Leite servirá para que o aluno já saia de casa alimentado. O outro cartão servirá como uma complementação de turno: poderá ser usado em academias e escolas de língua estrangeira e artes, para que esses estudantes tenham uma formação cada vez melhor”, anunciou Ibaneis.

A proposta se junta ao Cartão Creche, que, de acordo com o governador, será de R$ 806. Esse valor, ainda segundo o chefe do Executivo local, foi um levantamento médio do preço de entidades particulares. Ao todo, o governo pretende garantir vagas para 5 mil crianças.

Ibaneis afirmou que 15 creches públicas serão construídas no ano que vem. As primeiras cinco começam a ser erguidas em janeiro. Outras cinco ainda no primeiro semestre e as restantes, no segundo.

Sem apontar os números, o governador afirmou ainda que vai priorizar a construção de escolas em áreas nas quais os alunos necessitem de transporte escolar. Para o chefe do Palácio do Buriti, o mesmo recurso usado para a contratação dos veículos será utilizado na edificação dos prédios.

Outras obras

Durante a reunião, os secretários apresentaram propostas em outras áreas, além da educação, como, por exemplo, saúde e segurança. “O balanço é satisfatório. O ritmo é bom, as empresas estão funcionando. O DER [Departamento de Estradas de Rodagem] vem com um conjunto de projetos, a Novacap [Companhia Urbanizadora da Nova Capital] também está auxiliando as secretarias naquilo que é necessário para a elaboração de projetos, principalmente nas áreas de educação e saúde”, disse o governador.

Para o ano que vem, Ibaneis afirmou que a prioridade é a construção de pelo menos dois batalhões de polícia: um na Estrutural e outro no Sol Nascente/Pôr do Sol. Além de reformas, o Distrito Federal deverá ganhar novas delegacias.

Para a saúde, o governador afirmou que quer ampliar em 100 mil atendimentos por mês na rede pública, com a construção de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e de Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

“Melhoramos a saúde, mas ainda precisamos melhorar a capacidade de atendimento. Vamos fazer isso com a construção de UPAs, UBSs, reformas de hospitais”, disse Ibaneis.

O DER também apresentou projetos para a construção de viadutos. Ainda está prevista a ampliação de estações de Metrô para Ceilândia e Taguatinga.

“Não podemos pensar na cidade apenas para o ano seguinte. Temos que pensar lá na frente, em um projeto para 15 ou 20 anos”, completou Ibaneis Rocha.

Recursos
O governador não apresentou os valores, mas disse que, especialmente com a ajuda do Instituto de Previdência do DF (Iprev), foi possível realizar economia, aliviando a Fonte 100. Para os projetos previstos para 2020, a intenção do governo é buscar recursos na União, por meio da Caixa Econômica Federal (Caixa) ou com os ministérios do governo federal.

Suzano Almeida / Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *