Igrejinha completa 64 anos

O local é conhecido entre os fiéis católicos da região

Já são 64 anos de celebrações na Igreja Nossa Senhora de Fátima, também conhecida como Igrejinha da 307/308 Sul. A inauguração aconteceu em 28 de junho de 1958.O templo católico projetado por Oscar Niemayer, foi o primeiro, em alvenaria, a ser erguido em Brasília. Foi, também, a primeira obra de Athos Bulcão para a capital.

Inclusive, é do pintor, a autoria do famoso painel de azulejos que reveste as paredes externas do santuário. É o único trabalho figurativo de Athos Bulcão em azulejos, com a pomba representando o Espírito Santo e a estrela, a Estrela de Belém aquela que guiou os reis magos até o menino Jesus.

Outra curiosidade da história da Igrejinha que fica aqui na Asa Sul é que o templo foi erguido em 100 dias p/ pagar a promessa feita por Sarah, a esposa do então presidente Jucelino Kubitschek, em agradecimento a Nossa Senhora de Fátima pela cura da própria filha que havia sido acometida por uma grave doença.

Desde então o local acolhe as necessidades dos católicos brasilienses. Também chama atenção na obra, a estrutura em concreto armado que é definida por três pilares que sustentam a laje de cobertura triangular com forma de um chapéu de freira.

Por dentro o templo é constituído por uma pequena nave, sacristia e secretaria, com planta em forma de ferradura. Pensada em detalhes! Essa é a Igrejinha Nossa Senhora de Fátima que ultrapassou as expectativas religiosas e se tornou um dos importantes cartões-postais da capital do país.

Por: Ernandes Almeida

Fontes: Correio Braziliense e Fundathos

Foto: Phillipe Torelley/Iphan