Ministério da Saúde amplia atendimento a doenças cardíacas

Durante um evento em um hospital em São Paulo, o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, assinou uma portaria que amplia a linha de cuidado do infarto agudo do miocárdio, o que é popularmente conhecido como ataque cardíaco.

A doença é silenciosa e mata, em média, 114 mil brasileiros por ano. A cada hora, pelo menos 13 pessoas perdem a vida para um infarto no Brasil, o ministério da saúde, na tentativa de mudar esse cenário, lançou a linha de cuidado do infarto agudo do miocárdio.

Com a assinatura da portaria, a linha de cuidado para doenças do coração contempla inovações que já existem, como o tratamento pré hospitalar. Queiroga explicou que apesar de já existir, o procedimento não funcionava de maneira adequada.

Para diminuir o risco de morte, o atendimento de urgência e emergência, nos primeiros minutos, é fundamental. O presidente da sociedade brasileira de cardiologia alertou que, também faz parte dos cuidados, o uso correto de medicação.

Foto Marcello Casal Jr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.