Moradores de Samambaia aprovam alteração de uso para lotes

Geração de emprego e renda foi principal motivo mencionado pela população em audiência pública com participação de mais de 180 pessoas

Os moradores de Samambaia aprovaram a alteração dos parâmetros de uso e ocupação do solo para dois lotes da região administrativa: o da Quadra 302, Conjunto 8, Lote 1 e o da QI 616, Área Especial 1. A população se mostrou amplamente favorável à medida durante a audiência pública virtual realizada na noite dessa segunda-feira (11). Promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), o encontro contou com a participação de 180 pessoas.

Os interessados participaram da reunião pela plataforma Zoom e pelo canal do YouTube Conexão Seduh. O objetivo da audiência foi apresentar o Projeto de Lei Complementar (PLC) que trata da desafetação dessas áreas públicas, ou seja, alterar a destinação inicial dos locais. Os lotes, previstos para equipamentos públicos, terão seus parâmetros alterados para permitir outros tipos de construções.

Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira, detalhou o cenário do Distrito Federal com a concentração de empregos no Plano Piloto. Ele destacou a importância da alteração do uso dos dois lotes em Samambaia para criar condições em que as empresas se instalem na região administrativa.

“São importantes para a oferta de emprego, comércio e renda para Samambaia. Estamos propondo sua transformação de lotes destinados a equipamentos públicos em lotes comerciais”, afirmou o gestor. “Nossa avaliação é que esses dois lotes poderão ofertar mais comércio e postos de trabalho e não haverá prejuízo, porque Samambaia ainda possui muitos outros lotes destinados a equipamentos públicos.”.

Depois da audiência, o PLC ainda precisa passar pelo aval do Conplan. Em seguida, a matéria será encaminhada para análise da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Por fim, o texto deverá ser sancionado pelo governador Ibaneis Rocha. Somente após esse trâmite, os dois lotes públicos serão vendidos.

AGÊNCIA BRASÍLIA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *