Número de famílias brasileiras endividadas bate recorde em abril

São muitos os motivos que levam alguém a ficar endividado! Atualmente, os reflexos da pandemia e também da guerra no leste europeu colaboram para o endividamento em todo o mundo.No Brasil, por exemplo, o número de famílias endividadas bateu recorde em abril, chegando a 77,7%.

Os dados são da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Cartões de crédito, como esse daqui, ainda são os grandes vilões financeiros. Essa modalidade se manteve como campeã de dívida mais comum entre os consumidores, e foi a única com aumento no mês, alcançando o patamar de 88,8%.

De acordo com outro levantamento, realizado pela Serasa eCred, quase metade dos consumidores brasileiros (47%) têm quatro ou mais cartões de crédito. Para 34% dos entrevistados, as compras consideradas mais importantes são as de supermercado e alimentação; 15% usam o cartão para pagar contas em farmácias e 14%, para a compra de eletrodomésticos. As demais despesas pagas com o cartão são roupas (11%), viagens (10%) e móveis (10%). Já a utilização de cartões de crédito para pagamento de boletos representa o menor percentual, 6%.

Na tentativa de conter o problema de endividamento das famílias, o governo brasileiro, decidiu por medidas como a liberação de saque de até R$ 1.000 no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A criação de um programa de renegociação de dívidas voltado para micro e pequenos empreendedores e o Auxílio Brasil, programa de transferência de renda que atinge cerca de 18 milhões de famílias.

Uma pessoa é considerada apenas endividada quando tem um compromisso financeiro, mas paga em dia. Ela se torna inadimplente quando deixar de pagar os compromissos no prazo.

Por: Ernandes Almedia

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.