Procon-DF interdita lojas de pneus que enganavam clientes ao relatar problemas que não existiam

Estabelecimentos cobravam por serviços que não eram realizados, além disso, empresas analisavam o perfil do cliente para estabelecer preços diferentes.

O Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF) interditou, nesta terça-feira (24), duas lojas de pneus em Brasília após denúncias de clientes. De acordo com o órgão, os estabelecimentos alegavam problemas inexistentes nos veículos para cobrar serviços extras aos consumidores.

O Procon informou que, ao todo, recebeu 26 reclamações contra as lojas, que ficam na 506 Norte e na 510 Sul. Além disso, segundo o órgão, houve denúncias contra os estabelecimentos na Polícia Civil. O Procon identificou que a loja aplicava preços diferentes para os mesmos serviços, a depender do perfil do cliente.

Em um dos casos, por exemplo, os fiscais encontraram uma ordem de serviço no valor de R$ 20 mil para um Celta. Segundo o Procon, no entanto, o total é praticamente o valor do automóvel.

O órgão informou que, agora, as lojas ficarão com as atividades interditadas por tempo indeterminado. O prazo para que o estabelecimento apresente uma defesa é de 10 dias. O Procon, no entanto, não divulgou o nome dos empreendimentos.

Por: Luisa Câmara

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.