Projeto de Lei determina que hospitais e transporte público devem facilitar identificação para daltônicos

Pessoas com daltonismo terão mais facilidade para circularem nos terminais públicos e hospitais públicos e privados.

Para facilitar a vida das pessoas com daltonismo, as unidades de saúde tanto pública quanto privada e os terminais de embarque do transporte público devem substituir o atual sistema de identificação de cores por um de códigos ou numérico.

A Lei foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal após ser aprovada na Câmara Legislativa.

Pela proposta, as unidades hospitalares deverão adotar a nova forma de orientação pelo menos nas pulseiras de identificação usadas na triagem e nas alas internas.

Nos terminais de embarque do transporte público, a norma objetiva tornar mais simples o reconhecimento das linhas de transporte. Os estacionamentos em locais com grande fluxo de pessoas também devem mudar as orientações para atender pessoas daltônicas.

O daltonismo é caracterizado pela dificuldade em identificar algumas cores principalmente o verde e o vermelho, e um pouco o azul e o amarelo.

Por: Francisco Lima

Foto: Reprodução

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.