Turismo em Ação valoriza atrativos do Gama

Setur investe no atendimento ao turista para apresentar as belezas da região

Desde o início de abril, o Turismo em Ação tem percorrido o Distrito Federal para revelar atrativos de cada região administrativa e impulsionar a geração de emprego e renda, a partir de ações e qualificações. E em sua terceira edição, o programa itinerante promovido pela Secretaria de Turismo do DF (Setur-DF) entregou à população do Gama um Centro de Atendimento ao Turista (CAT), feito especialmente para apresentar as belezas e vocações turísticas da segunda cidade mais antiga do DF.

O funcionamento do CAT Gama deu início a série de agendas públicas e visitas técnicas realizadas pela equipe da Setur-DF. Localizado na Administração Regional da cidade, o espaço seguirá os padrões dos outros CATs existentes na capital, com atendimento em todos os dias da semana, inclusive feriados e finais de semana, das 9h às 18h. Também será reservado um local para exposição e venda de produtos feitos por artesãos locais. Duas servidoras da administração receberam treinamento para orientar, moradores e visitantes, quanto à história, pontos turísticos e dicas de como melhor aproveitar a cidade.

A abertura do CAT e a elaboração de uma rota específica com atrações do Gama são caminhos que se abrem para o fomento ao turismo interno e a experiências de pertencimento das riquezas históricas e culturais. “No programa Turismo em Ação, revelamos não só os atrativos, mas a capacidade de geração de emprego que esse setor tem na cidade. Quando nós assumimos essa gestão, tínhamos equipamentos fechados há mais de três anos em muitos lugares. Os nossos Centros de Atendimento ao Turista, por exemplo, estavam abandonados. E estamos falando da capital do nosso país, que tanto amamos. Portanto, diuturnamente, eu tenho convidado todos os brasileiros a conhecerem a sua capital. É o novo olhar do turismo que o nosso governo tem, como nenhum outro”, ressalta a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

“Esse é um momento de alegria em que nós aqui do Gama estamos recebendo de portas abertas a nossa Secretaria de Turismo e o nosso Centro de Atendimento ao Turista. O Gama estará sim na rota turística do Distrito Federal. O governador vem trabalhando fortemente pela nossa cidade para que ela fique cada vez mais linda e atrativa”Joseane Feitosa, administradora regional do Gama

“Nosso objetivo é fazer a conexão desse CAT no Gama com os demais, como o do aeroporto ou o que está lá na Praça dos Três Poderes, informando aos nossos visitantes quais atrativos nós temos aqui. É para isso que estamos trabalhando juntos em todas as regiões administrativas. Nós vamos fazer um miniguia do Gama, incluindo atrações imperdíveis, como uma visita à capela São Francisco de Assis e a Caminhada Mariana”, destaca a secretária de Turismo.

A administradora regional, Joseane Feitosa, acompanhou a equipe da Setur-DF nas visitas técnicas e encontros com empresários locais. Joseane destacou os potenciais presentes no Gama, que começam a ser estimulados pelo Turismo em Ação, de forma integrada com todas as instâncias da atual gestão. “Esse é um momento de alegria em que nós aqui do Gama estamos recebendo de portas abertas a nossa Secretaria de Turismo e o nosso Centro de Atendimento ao Turista. Feitos históricos para a nossa cidade para trazer renda e fortalecer a nossa economia, além de valorizar nossos artesãos e pontos turísticos. O Gama estará sim na rota turística do Distrito Federal. O governador vem trabalhando fortemente pela nossa cidade para que ela fique cada vez mais linda e atrativa. Ibaneis já investiu quase R$ 30 milhões em serviços essenciais e melhorias em infraestrutura”, argumenta a administradora.

Edificada no topo de um morro, a capela São Francisco de Assis foi inaugurada em 2004 e é uma das mais belas do DF, com uma visão panorâmica do Planalto Central | Foto: Divulgação/Setur

Estímulo ao turismo religioso e de eventos

A segunda parada do Turismo em Ação no Gama foi na capela São Francisco de Assis. Inaugurado em 2004, o local é um monumento que reverencia a natureza, a fé e que arrebata os visitantes diante de sua magnitude. Edificada no topo de um morro próximo ao Núcleo Rural Casa Grande, a capela é uma das mais belas do DF e, por isso, uma das mais procuradas para realização de casamentos e batizados. A igreja tem arquitetura simples, e seu maior diferencial é a visão panorâmica do Planalto Central e da vegetação que a circunda.

Gama também possui potencial para a realização de grandes eventos. A equipe da Setur-DF conferiu de perto as condições do Estádio Valmir Campelo Bezerra, mais conhecido como Bezerrão, inaugurado em 1977. Seguindo padrões FIFA, a arena recebeu jogos da Copa do Brasil e, após a sua última reforma, foi reaberta com um amistoso internacional entre Brasil e Portugal. Em 2016, a seleção olímpica do país utilizou o local como campo de treinamento durante o Torneio Olímpico Masculino de Futebol Rio 2016. Na Copa do Mundo Sub-17, da FIFA 2019, o Bezerrão recebeu 12 partidas.

O deputado distrital Daniel Donizet é um dos parceiros do Turismo em Ação. Na avaliação do parlamentar, melhorias concretas para a cidade serão possíveis com a realização do programa. “Investir no turismo do Gama é trazer desenvolvimento econômico para nossa cidade. É gerar emprego e renda. Temos que aproveitar o momento de calmaria no setor, por conta das medidas de enfrentamento à covid-19, para desenvolver mais estratégias de crescimento, como esta realizada pela Setur-DF”, ressalta Donizet.

A região administrativa do Gama possui 378 artesãos credenciados, que podem participar de eventos locais, nacionais e internacionais | Foto: Divulgação/Setur

Artesanato: produção associada ao turismo

No teatro SESC Paulo Gracindo, a Setur-DF promoveu consultorias a artesãos e empresários locais, bem como realizou a entrega de 53 novas Carteiras Nacionais do Artesão. Com as novas emissões, a região administrativa possui 378 artesãos credenciados à pasta. Entre eles, Maria Bonfim, artesã especializada em bordados e pinturas. Há cinco anos na profissão, é a primeira vez que a artesã é formalizada na profissão, com a carteira em mãos. “Dá mais segurança de trabalhar com a carteira, pois sei que terei mais direitos preservados e mais condições de comercialização. Fiquei muito feliz e honrada de receber o documento da própria secretária de Turismo. Um reconhecimento do nosso trabalho e da capacidade de mudar vidas que o artesanato tem”, comemorou Maria.

“Desde o primeiro dia de gestão, o nosso governo vem trabalhando de forma integrada para trazer o desenvolvimento do turismo para o dia a dia de todas as cidades do DF. Como resultado, a nossa capital está no topo dos destinos turísticos tendência de 2021, em levantamento realizado pelo Ministério do Turismo. Nossas regiões administrativas são refúgio de belezas estonteantes e de muitas histórias e tradições. Seguiremos percorrendo todo o DF fortalecendo a economia criativa para gerar mais emprego e renda à nossa população”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

O documento habilita o artesão legalmente em todo o Brasil e oferece ainda a possibilidade de participação em eventos locais, nacionais e internacionais. “Estamos indo até os nossos artesãos para oferecer esta importante ferramenta de trabalho. Entre 2019 e 2020, emitimos 1.466 novas carteiras e renovamos 725. Mas queremos muito mais em 2021”, destaca a secretária Vanessa. “Fizemos um trabalho de reestruturação do artesanato. Abrimos lojas em shopping para expor produtos, o que impulsionou vendas e poder econômico de milhares de famílias. E é isso que queremos fazer aqui no Gama. Não temos dúvida de que essas iniciativas farão com que a população possa permanecer na sua cidade, gerando emprego e aumentando a capacidade produtiva local”, salienta a titular da pasta.

Empresários locais puderam receber orientações sobre o Fundo Geral do Turismo (Fungetur), linha de crédito histórica junto ao Banco de Brasília (BRB), instituição financeira responsável por operar o repasse de R$ 521 milhões feito pelo Ministério do Turismo, com o objetivo de injetar dinheiro em empreendimentos do setor. Todas as condições e possibilidades foram explicadas pela gerente de negócios do Banco de Brasília (BRB), Mariana Cutrim. “É de suma importância essa parceria entre o BRB e a Secretaria de Turismo, pois nosso objetivo é fazer com que o recurso chegue na ponta. Aos empresários de grande e pequeno portes, ao microempreendedor, ao empreendedor individual. Como microempreendedor individual, o artesão tem direito a contratar o crédito do Fungetur”, esclarece a representante do banco.

Outro tema discutido no encontro foi o ingresso de empreendedores locais ao Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas que atuam no turismo, o Cadastur. A inscrição garante diversas vantagens e oportunidades de negócios aos seus cadastrados, como incentivo a participar de programas e projetos do governo federal, participação em programas de qualificação promovidos e apoiados pelo Ministério do Turismo, além de apoio em eventos, feiras e ações.

Quem mora consegue mensurar o amor

“Para trabalhar no novo Centro de Atendimento ao Turista, realizamos um curso com a equipe da Setur-DF para conhecermos todos os pontos turísticos do Distrito Federal. E reconheço que eu não conhecia a maioria. Fizemos um passeio pela nossa cidade e foi muito proveitoso. Vou levar a moradores e visitantes todo esse conhecimento. A expectativa é grande, de apresentar nossa cidade cada dia mais, fazer com que mais pessoas queiram visitar o Gama”, disse Camila dos Santos Gonçalves, atendente do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) Gama.

“A vinda desse programa ao Gama é boa, principalmente pela cultura da cidade. Aqui já tivemos Festival de Música, de Teatro de Bonecos, shows de bandas locais. A cultura é um grande propulsor do turismo. Muitas pessoas se deslocam para ver eventos culturais. Aqui no Gama, não se foge a essa regra. Nossos eventos culturais têm atraído pessoas de outras regiões e até de outros estados”, destaca Marco Augusto, criador de bonecos gigantes e integrante do bloco Brincantes do Gama.

Mais sobre o Turismo em Ação

Iniciado em 6 de abril, o programa itinerante já passou por Planaltina, Brazlândia e Gama, promovendo entregas e iniciativas de qualificações ao segmento e encontros com lideranças das cidades. A cada terça-feira, uma cidade recebe equipes e coordenações técnicas da Setur-DF com o intuito de mapear, estruturar e qualificar atrativos, além de orientações a empresários do setor. Entregas para aperfeiçoar a conexão do turista que visita Brasília com todos os lugares do DF.

“Desde o primeiro dia de gestão, o nosso governo vem trabalhando de forma integrada para trazer o desenvolvimento do turismo para o dia a dia de todas as cidades do DF. Como resultado, a nossa capital está no topo dos destinos turísticos tendência de 2021, em levantamento realizado pelo Ministério do Turismo, e atendemos à demanda do novo turista, que passa a valorizar ainda mais este turismo doméstico, viagem com a família, biossegurança, proximidade, experiências ao ar livre e em contato com a natureza. Nossas regiões administrativas são refúgio de belezas estonteantes e de muitas histórias e tradições. Seguiremos percorrendo todo o DF fortalecendo a economia criativa para gerar mais emprego e renda à nossa população”, conclui Vanessa Mendonça.

*Com informações da Setur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *